[recent]

23 de janeiro de 2017

Tudo Sobre Documentação Para Seu Pequeno!


Oi, pessoal! Primeiro uma pausa para morrer de amor com o RG do Marcelinho!
Agora vamos ao que interessa!rs. Muitos não sabem, mas quem já é papai ou mamãe sabe é que temos certas obrigações com relação às documentações dos nossos pequenos! 
Desde que saímos da maternidade, ganhamos a carteira de vacinação correspondente ao sexo da criança e com ela devemos andar pra onde formos com o bebê! Assim que fazemos a certidão de nascimento (que é gratuita), é bom que ela também nos acompanhe, ao menos sua cópia, no dia a dia. Eu, por exemplo, mantenho uma cópia dentro da carteira de vacinação dele!
Se viajarmos ou algo do tipo, o ideal é levar a original também, na falta de outro documento.
Hoje em dia é recomendado que desde cedo providenciemos a documentação definitiva de CPF e RG para, por exemplo, facilitar o reconhecimento pelas digitais do bebê ou da criança em casos extremos como desaparecimento, sequestro e outros desastres como estes. Infelizmente acontece o tempo todo e por isso essa nova necessidade.
Também de posse do RG do bebê os pais ou responsáveis podem viajar pra fora do país com destino aos países integrantes da Mercosul, por exemplo! Além de serem mais fáceis de carregar e mais duradouros que uma xerox da certidão!
Vou relatar a minha experiência com o Marcelinho onde moro, que é no Rio de Janeiro! Não sei se também é assim em outras cidades!, mas acredito que devem haver variações!
Com quase 1 ano e meio eu comecei a correr atrás disso esperando em Deus que nunca aconteça nada com meu filho e nem com o filho de ninguém!
O CPF eu tirei numa agência (própria) dos Correios, levando o Marcelinho, sua Certidão de Nascimento Original e meu documento de Identificação Original. Paguei menos de R$8 e já saí com o número na hora! Eles só não imprimem mais e nem mandam aquele cartão pra nossa residência! Nós devemos entrar no Site da Receita Federal e imprimir.
O RG é ainda mais simples. Agendamos no site do DETRAN no local mais próximo da nossa residência o dia e a hora, lembrando que a primeira via é gratuita e não tem que pagar nenhum Duda, somente agendar.
Levei Marcelinho com uma camisa branca e originais e cópias do CPF dele (pra ele já constar no RG), Certidão de Nascimento dele, e documento de identificação meu.
Lá fizemos um tipo de cadastro, a criança marca as digitais dos dedinhos num aparelho ligado ao computador que as digitalizam. Em seguida tiramos a foto ( claro que Marcelinho chorou muito pois estava muito desconfiado) e, após uns 10 dias já pude buscá-la!
Hoje em dia não saio mais com a certidão (só a cópia que já está na carteira de vacinação). Aliás, a mamãe ou o papai que preferirem, podem andar somente com a cópia das partes importantes da carteira de vacinação, que são: qualificação da criança e vacinas! A original levamos apenas nos dias de vacinas e nos pediatras.
O RG do filhinho vai na nossa carteira mesmo!
Espero ter ajudado!
Beijos,


4 comentários
Compartilhe:
Thais Pinheiro
Thais Pinheiro

Thais Moura, 30 anos, carioca, bacharel em Direito e blogueira social media, mãe em tempo integral do Marcelinho.

4 comentários:

  1. Você sabe se somente o pai ou a mãe podem fazer isso? Ou a madrinha também pode? :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mel, vou me informar que tipo de procuração eu preciso!😍

      Excluir
  2. Tenho que fazer a do meu Guigui. Ficar andando com a certidão é ruim, muito grande. Adorei as informações. Beijos

    ResponderExcluir